PERGUNTAS FREQUENTES

As inscrições são realizadas através do preenchimento do formulário disponível na página inicial deste site.

Sim, as inscrições são limitadas às 20 primeiras empresas que preencherem o formulário disponibilizado na página inicial deste site. Haverá, no entanto, cadastro reserva para o caso de não validação de alguma das 20 primeiras empresas inscritas.

Sim, as inscrições podem ser feitas através do formulário de inscrição disponibilizado na página inicial do site, ou indo até a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Economia Criativa (SEDEEC), entre ás 7h ás 13h de segunda à sexta-feira. Caso haja alguma dúvida, é possível entrar em contato pelo e-mail sedeec@caruaru.pe.gov.br

A seleção acontecerá em 2 etapas: na primeira etapa, serão selecionadas as empresas inscritas que se adequarem aos pré-requisitos dispostos no edital. Na segunda etapa, as empresas realizarão uma breve apresentação do seu negócio para uma banca de avaliação formada por conhecedores de mercado. De acordo com a avaliação desta banca, serão selecionadas até 10 empresas, que participarão do programa.

O candidato terá 05 (cinco) minutos para apresentar sua empresa e marca para uma banca de avaliação composta pelos correalizadores e parceiros do Programa CMM a que se refere o item 13, e mais 05 (cinco) minutos para sanar eventuais dúvidas e questionamentos sobre a empresa e marca. Confira mais informações no anexo A do edital.

O edital contém todos os detalhes referentes às datas dos processos que virão a ocorrer, os pré-requisitos necessários para a inscrição e as regras para a seleção.

O programa dura 12 meses. Inicia-se em setembro de 2019, após a seleção das empresas classificadas na segunda etapa do processo seletivo e segue um período de diagnóstico, mentoria, participação na 29ª RNMP e acompanhamento pós-rodada.

Sim, assim como todas as etapas do programa, a participação na 29ª edição da RMNP, que compõe a 3ª etapa, também é obrigatória sua participação.

A Rodada de Negócios da Moda Pernambucana é um evento realizado pela Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (ACIC) que acontece duas vezes ao ano e une compradores e expositores de confecções de todo o Brasil no Polo de Confecções do Agreste.

  • Cessão gratuita de uso da Ala CMM na 29ª Rodada de Negócios da Moda Pernambucana para exposição e possibilidade de comercialização das peças da marca da empresa, especialmente aquelas produzidas durante o Programa;
  • Aprimoramento da gestão, aumento da competitividade e participação no mercado, por meio da melhoria da qualidade do produto e agregação de valor através do design, do marketing e do aumento de produtividade;
  • Fazer parte de uma rede de contatos entre empreendimentos, parceiros, investidores, agências de fomento e clientes potenciais;
  • Possibilidade de ganho de visibilidade e vendas através da 29ª RNMP e do contato com referências no ramo de confecções.

As mentorias serão momentos de aprendizado e desenvolvimento dos empreendedores através de direcionamentos realizados por consultores especializados no ramo de confecções, conforme consta no edital.

As empresas precisam participar de, no mínimo, 80% da carga horária oferecida pelo programa, para obter o certificado.

Sim, as empresas que concluírem o programa receberão um certificado de participação emitido pelo SEBRAE, caso cumpram a no mínimo 80% da carga horária oferecida pelo programa.

Assim como qualquer empresa participante da RNMP, aquelas provenientes do CMM deverão destinar 3% das vendas realizadas no espaço físico da RNMP para a organização do evento. Os custos referentes à montagem do mobiliário dos stands e comunicação visual do seu espaço nesta edição do evento (valor estimado de R$1.000,00), também ficam a cargo da empresa, devendo ser pago à ACIC, parceiro do CMM e correalizadora da Rodada, nos dois primeiros meses após o início do Programa, bem como os próprios gastos decorrentes do desenvolvimento do programa, como: custeio de produção, insumos de produção, alimentação, custos de deslocamento e custos afins.

Caso a desclassificação ou a desistência imotivada da empresa participante impeça o chamamento de outra empresa da lista de classificação, efetivamente causando prejuízo financeiro aos correalizadores do Programa CMM, esta deverá pagar multa contratual de 10% incidente sobre os custos efetivamente despendidos durante sua participação no Programa CMM.